quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Aquela Redação Infantil-Parte I

-Comandante: Estamos chegando em Teresina. É importante lembrar que lá não há horário de verão e que a temperatura ambiente é 35°.
-Eu: Puta que Pariu!!! 35°???!!!! Já que esse vôo é pro inferno, pelo menos eu vou poder bater um papo com o Saddam, com o Mao e com o ACM...

Na verdade o inferno havia começado quatro horas antes. Foi exatamente esse o tempo de atraso do vôo. A Decolagem estava prevista para as 11:45 e só saiu às 16:00. Mas isso teve um lado positivo: a OceanAir pagou o almoço no restaurante do aeroporto e eu enchi o rabo com risoto e com um bifinho metido a besta.
Depois de duas horas de viagem, aterriso no aeroporto de Teresina. Um paraíba zomba da demora do piloto em parar o avião:

-Puxa o freio de mão, abestado!

Assim que passei pela porta do avião, senti o bafo quente no meu corpo. Podia ter sido pior. Se eu tivesse chegado 01:50 da tarde, como estava previsto, eu teria sido assado instantâneamente. Obrigado Deus pela tua Providência!
O pai, a prima e a irmã do Cú de Galinha estavam no aeroporto me esperando e, quem diria, a irmã do Cú de Galinha era uma gatinha!!!
O pai, Seu Eduardo, também foi muito simpático assim como toda a família. A prima era um poço de gentileza e paciência. Me levou para conhecer a cidade e pra jantar comida japonesa. Devido ao calor, o peixe não estava necessáriamente cru.
A prima também ficou de choffer quando Sua Excelência Cú de Galinha chegou e me levou pra tomar cachaça junto com uma turma de amigos dele.
Eram três horas da manhã quando fui pra cama. Meu quarto especialmente decorado pela Mila, irmã do Cú de Galinha, com ursinhos de pelúcia (um deles idêntico ao que dei de presente de amigo secreto pra tigresa) tinha um ventilador de teto, um ar-condicionado e duas janelas. Acreditem! Isso foi de extrema importância para que meu sangue (e o álcool que estava misturado a ele) não tivesse evaporado.
No dia seguinte, acordei e fui tomar café-da-manhã. Logo em seguida, parti para um agradável bate papo (real) com uma das tias do Cú de Galinha. (Só pra constar, tomei três banhos entre o café e o almoço). O Cú de Galinha não tinha dormido em casa. Chegou por volta das 11 da manhã botando os bofes pra fora. Eu, a paciente prima Lidi e um outro amigo demos um banho de mangueira nele na porta da casa. Ele teve muita sorte de eu não estar num dia sádico. Por que se estivesse, eu teria um vídeo muito mais engraçado que este pra mostrar.
Estava na hora de ir para o meu segundo destino. Oito banhos depois e meu corpo já estava se acostumando ao forno.
O Cú de Galinha me providenciou uma carona pra Caxias-MA. UM FILHO DA PUTA DE UM AMIGO DELE CRUZOU UMA DISTÂNCIA DE 70 KM EM MEIA HORA A UMA VELOCIDADE MÉDIA DE 120 KM/H (Mínima 80 km/h, Máxima 160 km/h).

******************
Continua... (assim espero)

2 comentários:

Paulera disse...

nossa, o mais engraçado é que na hora q vc entrou no pc para postar eu tava no pc vendo um filme

beijos, se cuida.

**Nossa, ja achou pc no caminho.**

boa sorte.

Kaka disse...

hahahahaha

Amanhã eu que estou indo viajar \o/

=*