terça-feira, 12 de junho de 2007

Evolução

Sinceramente eu sempre tive meu pé atrás com Darwin.
Essa idéia de um parente em comum com o chimpanzé sempre foi muito tosca pra mim. Eu nunca vi nexo na idéia de um coacervato evoluir sem "vontade", só por "evoluir". Eu nunca entendi bem por que um coacervato "quis" evoluir pra uma alga e outro coacervato "quis" evoluir pra um trilobita. Isso porque minha formação familiar e religiosa sempre me fez imaginar o ser humano muito acima de todas as outras espécies. Talvez um dia, talvez entre uns 50 anos antes de eu nascer e uns 15 anos depois disso, o homem realmente ainda fosse digno dessa minha consideração.
Mas aí vieram as "éguinhas pocotó", a "prisão" do Fernadinho Beira-Mar, a eleição do Bush, do Schwarzenegger, do Clodovil e claro a re-re-re-eleição do Roriz, o enforcamento do Saddan, o "silêncio obsequioso" do Leonardo Boff, entre outras coisas que me fizeram suspeitar da hipótese de que existe vida inteligente no planeta terra contemporâneo.
Agora, depois de avaliar que a minha atitude no lugar do cachorro do vídeo abaixo, seria me jogar na piscina pra pegar a bola, eu resolvi me retratar:
Darwin, foi mal aí cumpadi.




E finalmente, pra encher de inveja, "as moças que se angustiam com 3 broxadas seguidas":


Um comentário:

Paulera disse...

muito bom, precisei assistir de novo!
a cara de lunático da tartaruga!
hahahahah!