segunda-feira, 1 de outubro de 2007

santa chuva

Brasiliense não sabe dirigir na chuva (Léo) e é verdade. Eu não sei dirigir na chuva. Não sofri acidente na chuva hoje. Apesar de que algumas pessoas sofreram.



Hoje, na faculdade estava chuviscando. E eu fui embora correndo com o carro (na chuva) pra chegar o mais cedo possível em casa, totalmente imprudente. Com o vidro todo aberto, sentindo as pequenas gotas tocarem meu braço. Estacionei o carro, coloquei as chaves no bolso de trás, pq assim elas não molhariam. A mochila ficou no banco do motorista. Tranquei o carro e saí.



E corri, pulei, direcionei minhas mãos aos céus (como naquela música na rua, na chuva, na fazenda) e um puta sorriso no rosto. Correndo, pulando, disfarçando entrar em casam quando um carro passa na rua ou uma vizinha. Mas correndo, o chinelo quase indo embora com a chuva umas 3 vezes. Fui entrar em casa, mas tava muito bom. É uma energia incomparável, ainda mais pra quem está com garganta seca e os lábios ressecados.



Entrei em casa, correndo pro chuveiro e fui pro banho. Apesar de saber que deveria tomar um banho quente, não pude, depois de 4 meses tomando banho quente, não importa o quão doente em posso acordar amanhã. A água do chuveiro era gelada, mas não tanto quanto a da chuva. Mas dava pra sentir a energia fluindo, nesse orgasmo múltiplo (ui!). Mas continuou frio o chuveiro.



Saí do banho, de cueca passeava pela casa. Na cozinha, água gelada.



Águaaaaaa!



"I'm singing in the raaaain"


p.s.: agora tô cansado, como se tivesse anestesiado. A energia flui.

p.s.2.: brasília, estado de calamidade, eram cerca de 125 dias sem chover.

4 comentários:

Hammurabi disse...

A maior estiagem que eu já vi. Ontem, quando eu peguei o ônibus e vi a chuva caindo fiz uma prece agradecendo e sorrindo.
Cochilei um pouco e quando dei por mim estava no Park Way. Pelo menos parecia. Estava um breu apocalíptico. Não se via nada a não ser as lanternas dos carros. E assim foi durante todo o percurso.
Eu desci na parada certa por que contei a terceira depois do balão. Saltei do ônibus com o MP3 no ouvido tocando O Vento, do Los Hermanos. A chuva ainda tava caindo mas bem mais serena. O vento desenhava linhas curvas com as gotas d'água.
Pareceu final de capítulo de série americana.

Paulera disse...

hahahaha!

Marilia Gabriela disse...

Só um adicional ao seu texto: brasiLEIRO nao sabe dirigir na chuva!
prova está q chove mto em SP e msm assim tem mto braço nas ruas viu! rs

Vendo essa gravura do Cantando na Chuva lembrei do meu avô. Ele adorava esse filme, bem como Gene Kelly..
bjaaoooooooooooo P!!!!!!!!!!!!
AH. banho de chuva é otimo, devemos sempre tomar 1 por ano!

Talita disse...

tb quero tomar banho de chuvaaaa!!!
tem q chover mais! a primeira chuva só deu mais vontade! =P

bjo paulinhoooo