domingo, 30 de novembro de 2008

Um povo bunda assiste uma TV feita nas coxas

Um Cachorro Bravo escreve:
Eu já deixei bem claro o quanto eu repugno a mídia brasileira.
Eu a considero preguiçosa, mesquinha, preconceituosa, parcial, mentirosa e fútil.
Pra ela, os interesses dos patrocinadores estão mil anos-luz à frente dos interesses dos telespectadores.
Eu também acho que esse tipo de mídia obsoleta: tv, rádio e jornal, vai ser extinta.
Que nem os dinossauros.
A internet é o futuro. Ou melhor, é o presente.
Só o pessoal da Globo e da família Civita ainda não se deu conta disso.
Mas por hora. Enquanto a inclusão digital ainda não ultrapassou a inclusão televisiva e enquanto muitos dos que já estão incluídos digitalmente estão mais ocupados vendo os novos Buddypokes do Orkut ou as novas fotos da mulher-fruta da estação, a televisão ainda é o meio de comunicação mais eficaz.
Nós ainda estamos condicionados a ouvir tragédias pela boca do William Bonner.
Só que a nossa mídia não tá muito preocupada em informar nem mesmo as desgraças ao povo.
Eu acho que é preguiça mesmo.
Veja o exemplo dos dramas familiares dos casos João Hélio /Isabela Nardoni/ Eloá Pimentel.
Tanta coisa acontecendo no mundo e o nosso aparato midiático concentrado em descobrir detalhes ridículos das vidas dos envolvidos.
Pra que? Pra nada! Ou você viu alguma utilidade nas intermináveis horas que passou assistindo às negociações infrutíferas da PM com o Principe do Gueto, o Lindemberg Alves?
Tanta coisa acontecendo no mundo. Tanta coisa acontecendo na América do Sul. E com o que a mídia se preocupa? A Veja, dos Civita, por exemplo, tá dando manchetes sobre o rehab do Fábio Assunção. Primeiríssima utilidade, não?


Tanta coisa acontecendo no mundo. Tanta coisa acontecendo na América do Sul. Tanta coisa acontecendo no Brasil. E com que a mídia se preocupa? Com futilidades como o Dudu Nobre.
Essa eu explico agorinha. Segura!
Tem pelo menos 4 semanas que Santa Catarina enfrenta as chuvas torrenciais e as enchentes. Desde pelo menos 20 de novembro, já haviam cidades isoladas e pessoas e animais desabrigados ou desaparecidos. Agora, se você é capaz de me responder, por favor responda. Quando foi que você ficou sabendo, pela mídia tradicional, da tragédia dos nossos irmãos sulistas? Eu posso te dizer quando foi, pelo menos pra mim. Eu vi o primeiro anúncio, com status de calamidade pública, no Bom Dia Brasil (acho esse nome muito pouco apropriado) de 26 de novembro. Antes disso, havia menções da situação do Estado no Jornal Nacional e no Fantástico. Todavia, o destaque destes dois "veículos de informação" não podia ter sido mais esdrúxulo: O caso de discriminação sofrido pelo cantor (?) Dudu Nobre e sua esposa, a sei lá o que da Xuxa, "Bombom". No site do Fantástico, de 23 de novembro, não havia sequer menção do estado de calamidade pelo qual passava Santa Catarina.
Enquanto nossa mídia tradicional dorme, os blog's fervem de notícias e de prestação de serviços de utilidade pública. E sacanagem também. É o caso do Bobagento, do Nadaver, das verdades absolutas do Melo, e de inúmeros outros blog's.

É isso ai.

Os blog's, que o Estadão certa vez acusou de fornecer informação pouco confiável, estiveram na frente o tempo todo. E sem patrocinadores pagando milhões.
Enquanto a mídia dormia, até a Alemanha se fez solidária.
Ai a mídia acordou. E o que foi que ela fez? O de sempre.

-A culpa é do Lula.
-O barbudinho só sobrevoou a enxurrada e falou besteira.

E, pra reforçar essa idéia, a mídia foi mais cínica.
Ela estampou a corrente do bem que tem invadido o Brasil em busca de doações (como as que aparecem na maior parte dos blogs linkados acima) em seus programas de televisão, como o Faustão, por exemplo, CONTUDO enfatizado que: "se o governo não faz nada pra ajudar, vamos nós, o grande povo brasileiro, mostrar que somos melhores que o nosso governo".
Não é a primeira vez que eles usam uma tragédia para fins eleitorais.
Não lembram do acidente da TAM? Quero dizer, do ÚLTIMO acidente da TAM?
É pra fins eleitorais que a mídia vende o Lula como um frouxo.

-O Lula é um imbecil. Tá abrindo as pernas. Devia ter invadido a Bolívia quando aquele índio resolveu estatizar as refinarias que eram da Petrobrás.

-O Lula é um imbecil. Tá abrindo as pernas. Devia ter invadido o Paraguai quando aquele padre começou com essa história de querer ter mais direitos na Itaipú.


-O Lula é um imbecil. Tá abrindo as pernas. Devia ter invadido o Equador, quando aquele presidente metido a galã de novela mexicana botou a Odebrecht pra correr.

É essa mídia que distorce os fatos que me incomoda.

É essa mídia parcial que me incomoda.

É essa mídia corporativa que me incomoda.

Por isso vamo migrar pra internet, piazada. Por que na boa, hoje eu tô discordando do Dahmer:




Dou muito mais credibilidade a um blogueiro espinhento do que ao asséptico almofadinha do Jornal Nacional.

7 comentários:

Pedro disse...

Devo eu citar Mino Carta e sua linda revista manipuladora? Antes ou depois da telinha do 'Plim-Plim'?

Excelente Post, Hammurabi.

Hammurabi disse...

A Carta Capital é tão parcial quanto a Veja. Só que pendida pra esquerda.
Mídia vagabunda não escolhe partido político.

Anônimo disse...

ENTENDE UMA COISA: DHAMER, MR. MANSON E UMA CORJA DE BLOGUEIROS POBRETÕES PREFEREM DENEGRIR OS QUE ESTÃO PROSPERANDO A LIDAR COM O PRÓPRIO FRACASSO.

POR ISSO FALAM TÃO MAL DO KIBE LOCO.

Hammurabi disse...

Foda-se o Tabet e o blog dele.
Não é disso que eu tô falando.

Kaka disse...

Mostra a cara seu anônimo de merda!!!! =P

Lucas disse...

blogueiros espinhentos dominam... hey, peraí! eu não sou um deles!!!

cê viu, rapaiz... o fábio tá cheirando até a quina do armário pra ver se tira pó... fico triste pela novela desfalcada, mas pelo menos ainda temos A Favorita, que tá bombando!!!

ah, e santa catarina... que história é essa?

Belo post, meu caro! Acabas de ganhar um fã (digo, um NOVO fã).

Abraços!

Lucas.
http://www.clubedosbrutos.com

Hammurabi disse...

Fico honrado, companheiro Bruto!